Província Santa Cruz - Franciscanos - OFM - Belo Horizonte, MG
Santo Franciscano do dia: Beato Ângelo de Chivasso Beato Ângelo de Chivasso

Sacerdote da Primeira Ordem Franciscana (1411-1495). Aprovou-lhe o culto o papa Bento XIV (25-04-1753).

Ângelo Carlétti nasceu em 1411 em Chivasso, no Piemonte. Estudou primeiro na sua cidade natal, e depois em Bolonha, onde se doutorou em direito canônico e civil. Culto, brilhante, inteligente, tinha diante de si uma auspiciosa carreira; e sua mão escolhera para ele uma esposa de acordo com a sua condição. Mas o jovem já tinha decidido secretamente desposar-se com a pobreza evangélica, a dama de São Francisco e seus irmãos menores.

Contudo, só deu esse passo quando tinha 33 anos, após a morte da mãe. Os bens de herança dividiu-os a meio, entre um seu irmão e os pobres. A Ordem dos Frades Menores, que pouco antes perdera S. Bernardino de Sena, recebeu de braços abertos esse irmão tão prendado e tão cheio de fé e de espírito de renúncia. Devido aos seus dotes, foi pregador, teólogo, polemista e director espiritual.

Confiaram-se à sua direção personagens tão importantes como o duque de Sabóia Carlos I e a B. Paula Gâmbara, condessa de Binasco. Esteve em contato com Santa Catarina de Gênova. Precisamente para ajudar os diretores espirituais, compôs uma "Suma de casos de consciência", tratados com uma delicadeza verdadeiramente angélica.

Foi encarregado por Sisto IV de pregar a cruzada contra os turcos que ocupavam Otranto. Nos vales alpinos desenvolveu um apostolado contra hereges, obtendo espetaculares e prodigiosas conversões. Vivendo em absoluta pobreza por renúncia voluntária, foi notável benfeitor dos pobres, a quem defendia dos prepotentes e usurários.

Os breves papais não conseguiram libertá-lo de responsabilidades importantes da Ordem, entre elas a de Vigário Geral. Só depois dos 80 anos pôde voltar a ser o irmão humilde no convento de Cúneo, onde morreu em 1495, e onde ainda hoje se venera o seu corpo incorrupto.

No dia 10 de dezembro de 1520, o monge rebelde Martinho Lutero lançou a uma fogueira não só a bula papal de excomunhão, mas também o Código do Direito Canônico e a "Suma de casos" de Carletti, chamada vulgarmente "Suma angélica", mas que o reformador alemão qualificava como "mais que diabólica". Ângelo Carletti morrera um quarto de século antes, em 1495, e é certo que se todos os religiosos da época tivessem sido como ele, a polêmica dos reformadores teria perdido muito do seu atrativo.

Continue lendo...
Aniversariantes do dia:
Beato Ângelo de Chivasso 11/04 Moisés José Bastos
Próximos aniversários:
12/04 Luciano Brod
17/04 Vicente Ronaldo da Silva
19/04 Higor Ferreira de Oliveira
22/04 Vitor Vinícius da Silva
24/04 Erotides Antônio de Melo
25/04 Joaquim Fonseca de Souza
25/04 Eduardo Vely de Mesquita
01/05 Ademilson Salvino dos Santos
03/05 José Milton Camargo
13/05 Oton da Silva Araújo Júnior
Eventos
replicas de relogios para venda são feitas com precisão e qualidade superior.
Receba as notícias e artigos da Província Santa Cruz. Cadastre seu e-mail...
Seth Comunicação